Arquivo do blogue

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Avro 626

Avro 626 - crédito blogue ex-OGMA


Equiparam a Aeronáutica Militar e a Aviação Naval num total de 43 unidades, 12 deles equipados com flutuadores.

Estes aviões foram produzidos inicialmente pela A.V. Roe & Co. Ltd, tendo posteriormente, uma parte deles, sido produzidos nas Oficinas Gerais de Material Aeronáutico – OGMA, tendo sido utilizados entre 1936 e 1952.


09 de agosto de 1938

Um Avro 626 com a matrícula da Aeronáutica Militar 161 é atingido no solo, na pista da Granja do Marquês em Sintra, por um avião que se despenhou, falecendo o 1º Cabo Raul Alfredo Matos Fernandes.

25 de maio de 1939

Depois de uma colisão com cabos elétricos despenha-se, na Quinta das Barrocas em Sacavém, um Avro 626, falecendo o Piloto Alferes Horácio da Silva Gonçalves e o Soldado António Augusto Queijo.

20 de julho de 1941

O Avro 626 com a matrícula da Aeronáutica Militar 173, despenha-se em Espinho, falecendo o piloto Tenente Coronel Carlos Cunha Almeida e o filho Mário Tavares Almeida.

25 de novembro de 1941

É perdido em Ponta Delgada - Açores, um Avro 626 com flutuadores da Aeronáutica Naval, com a matrícula 95, falecendo o piloto 2º Tenente Henrique Jorge Coelho Correia.
Avro 626 c/flutuadores - Crédito Blogue ex-OGMA


17 de novembro de 1942

Perde a vida na pista da Base Aérea 3 - OTA, o Furriel Mecânico Manuel Silva Santos numa colisão com outro avião de um Avro 626.

28 de maio de 1943 

Colide com o solo no Entroncamento o Avro 626 com a matrícula 167 da Aeronáutica Militar, perdendo a vida o Furriel Mecânico Fernando Marques Eusébio. O Piloto sobreviveu.

 14 de setembro de 1944

Despenha-se no Arrepiado, um Avro 626 com a matrícula 179, tripulado pelos 1º Cabos Henriques Correia Gonçalves da Silva e António Casimiro Ribeiro, após embate em cabos telefónicos falecendo ambos os tripulantes.


Bibliografia consultada e recomendada 

  • Abecasis, José Krus - Bordo de Ataque – Memórias de uma caderneta de voo e um contributo para a história, I e II volumes - Coimbra Editora – 1985
  • Abreu, Luísa e Ventura, Pedro - De Havilland DHC-1 Chipmunk – 60 Anos de Memórias – FAP
  • Andrade, John M. - Spanish and Portuguese Military Aviation - Midland Counties Publications - 1977
  • C 212 Aviocar, Ao Serviço de Portugal desde 1974 -  Esquadra 401 – FAP – 2011
  • Cann, John P., Plano de Voo Á Africa, O Poder Aéreo Português na Contrassubversão 1961-1974, Comissão Histórico-Cultural da Força Aérea, Maio 2017
  • Cardoso, Edgar Pereira da Costa - História da Força Aérea Portuguesa - volumes I, II e III – Edição Cromolor – 1981/1984
  • Cardoso, Adelino - Aeronaves Militares Portuguesas -  Essencial, 2000
  • Cardoso, Adelino - Aeronaves Militares Portuguesas, Cem Anos de Aviação em Portugal - Fábrica das Letras, Lda. – 2009
  • Carvalho, António C. Mimoso e Tavares, Luís Armando Duarte - Fiat G91 20 Anos na Força Aérea Portuguesa -  Edição dos autores
  • Coutinho, Alexandre e Garcez, André e Mata, Paulo - F-16 Falcões e Jaguares - Edição Autores – 2011
  • Coutinho, Alexandre - Alouette III na Força Aérea - Contra a Corrente - 2013
  • Dez Décadas de Força Aérea – Centenário da Aviação Militar Portuguesa – Comissão Histórico-Cultural da Força Aérea - By the Book – 2016
  • Domingues, Rui e Ferreira, José e Araújo Filipe - T – 6 Lusitanos - Núcleo de Modelismo de Espinho – 2011
  • Fraga, Luis Alves, A Força Aérea na Guerra em África – Angola, Guiné e Moçambique, 1961-1974, Editora Prefácio, 2004
  • Granja do Marquês – Berço da Aeronáutica Militar Portuguesa, Força Aérea Portuguesa, 2009
  • Lopes, Mário Canongia e Costa, José Manuel Rodrigues - Aviões da Cruz de Cristo, 75 anos da Aviação Militar em Portugal – Dinalivro – 1989
  • Lopes, Mário Canongia - Spitfires e Hurricanes em Portugal – Dinalivro - 1992
  • Lopes, Mário Canongia - Os Aviões da Cruz de Cristo – Dinalivro - 2000
  • Panado, Juan Carlos - Casa Aviocar C-212 - Reserva Anticipada Ediciones - 2004
  • Rosado, José Paulo - T – Bird – Lockheed T-33 – Força Aérea Portuguesa - Edição do Autor - 1994
  • Tadeu, Viriato, Quando A Marinha Tinha Asas – Anotações para a História da Aviação Naval Portuguesa 1916-1952 - Edições Culturais da Marinha - 1984
  • Tavares, Luiz Armando e Soares, Armando Jorge - Portuguese Fighter Colours 1919 – 1956 – MPMBooks - 2016;
  • Jornais diários diversos, principalmente Diário de Lisboa, Diário Popular, Jornal A Capital, Diário de Notícias. 
  • Revistas:
    • Ilustração Portuguesa, diversos números
    • Mais Alto, diversos números
    • Armada, diversos números
    • Air Enthusiast 13 – August/November 1980 – Portugal´s Fighters, 1940-1952;
    • Air Enthusiast 31 – July/November 1986 – Portugal´s Thunderjet;
    • Air Enthusiast 40 – September/December 1989 – Latin Lockheed PV-2S;
    • Air Enthusiast 73 – January/February 1998 – Portuguese Military Aviation;
    • Air Enthusiast 75 – May/June 1998 – Portuguese Serials e High-Winged Workhorses;
    • Air International vol. 20 nº 3 – March 1981 – Survival of the Fittest?;
    • Air Magazine nº 65 Novembre/Décembre 2015 - Les Hurricane Portugais de “Angels one Five”; 
  • Contribuições
    •  Arquivo Histórico da Força Aérea;
    • Arquivo Histórico do Exército
  • Principais sítios e blogs utilizados nas pesquisas:



Sem comentários:

Enviar um comentário

Morane Saulnier MS 233

Construídos nas Oficinas Gerais de Material Aeronáutico sob licença da Francesa Morane Saulnier, os 16 aviões serviram a Aeronáutica Mi...