Arquivo do blogue

terça-feira, 28 de agosto de 2018

Vickers Valparaiso




Vickers Valparaiso - crédito EMFA

Adquiridos à fábrica inglesa Vickers em número de catorze, distribuídos pela versão I (motor Napier Lion) em número de 10 e pela versão II (motor Rolls-Royce Eagle) em número de 4, serviram a aeronáutica militar entre 1923 e cerca de 1936.

A partir de 1933, 13 unidades foram reconfiguradas nas Oficinas Gerais de Material Aeronáutico - OGMA, com um novo motor (Jupiter) passando a ser designados por versão III  


25 de maio de 1928

O Vickers com o número 7 da Aeronáutica Militar, colidiu com um moinho de vento existente junto ao quartel, na Amadora, provocando a sua destruição, a morte do Capitão Aviador João Paulo Pinheiro Aragão e ferimentos no mecânico.


In Diário de Lisboa


 

sexta-feira, 24 de agosto de 2018

Maurice Farman F-40


Construídos pelos franceses irmãos Farman em 1915, o F-40 destinava-se primordialmente a missões de observação.

A Aeronáutica Militar recebeu em 1916 cinco unidades que prestaram serviço até 1920.

Devido à primeira guerra mundial e aos seus efeitos no território moçambicano, foram transferidas para aquele território três aviões, dando assim corpo à Esquadrilha Expedicionária de Moçambique.

O primeiro voo naquele território ocorreu a sete de setembro de 1917.


 8 de setembro de 1917

Na sequência de uma volta mais apertada, colide com o solo o Farman F-40 com a matrícula F-3 da Aeronáutica Militar.

O Alferes de Cavalaria Aviador Jorge de Sousa Gorgulho, perde a vida no acidente, sendo o primeiro mártir militar da aviação.


in jornal A Capital
8 de dezembro de 1917

No auge de uma revolta militar em Lisboa, é atingido por tiros disparados pelos revoltosos na Rotunda, um Farman F-40, tripulado pelo 2º Tenente da Armada António Joaquim Caseiro e pelo observador Tenente Coronel Alfredo Martins de Lima.

o Tenente Coronel Martins de Lima perde a vida no mesmo dia, acabando o piloto por falecer no hospital no dia 13 de dezembro.

in Jornal A Capital

in Jornal A Capital

in Jornal A Capital
















quarta-feira, 22 de agosto de 2018

Fontes escritas e digitais consultadas






  Escritas


  • Abecasis, José Krus - Bordo de Ataque – Memórias de uma caderneta de voo e um contributo para a história, I e II volumes - Coimbra Editora – 1985
  • Abreu, Luísa e Ventura, Pedro - De Havilland DHC-1 Chipmunk – 60 Anos de Memórias – FAP
  • Andrade, John M. - Spanish and Portuguese Military Aviation - Midland Counties Publications - 1977
  • C 212 Aviocar, Ao Serviço de Portugal desde 1974 -  Esquadra 401 – FAP – 2011
  • Cann, John P., Plano de Voo Á Africa, O Poder Aéreo Português na Contrassubversão 1961-1974, Comissão Histórico-Cultural da Força Aérea, Maio 2017
  • Cardoso, Edgar Pereira da Costa - História da Força Aérea Portuguesa - volumes I, II e III – Edição Cromolor – 1981/1984
  • Cardoso, Adelino - Aeronaves Militares Portuguesas -  Essencial, 2000
  • Cardoso, Adelino - Aeronaves Militares Portuguesas, Cem Anos de Aviação em Portugal - Fábrica das Letras, Lda. – 2009
  • Carvalho, António C. Mimoso e Tavares, Luís Armando Duarte - Fiat G91 20 Anos na Força Aérea Portuguesa -  Edição dos autores
  • Coutinho, Alexandre e Garcez, André e Mata, Paulo - F-16 Falcões e Jaguares - Edição Autores – 2011
  • Coutinho, Alexandre - Alouette III na Força Aérea - Contra a Corrente - 2013
  • Dez Décadas de Força Aérea – Centenário da Aviação Militar Portuguesa – Comissão Histórico-Cultural da Força Aérea - By the Book – 2016
  • Domingues, Rui e Ferreira, José e Araújo Filipe - T – 6 Lusitanos - Núcleo de Modelismo de Espinho – 2011
  • Figueiredo, Luis Palma - História das Esquadras de Helicópteros da Força Aérea Portuguesa,  Fronteira do Caos, 2018
  • Fraga, Luis Alves, A Força Aérea na Guerra em África – Angola, Guiné e Moçambique, 1961-1974, Editora Prefácio, 2004
  • Granja do Marquês – Berço da Aeronáutica Militar Portuguesa, Força Aérea Portuguesa, 2009
  • Lopes, Mário Canongia e Costa, José Manuel Rodrigues - Aviões da Cruz de Cristo, 75 anos da Aviação Militar em Portugal – Dinalivro – 1989
  • Lopes, Mário Canongia - Spitfires e Hurricanes em Portugal – Dinalivro - 1992
  • Lopes, Mário Canongia - Os Aviões da Cruz de Cristo – Dinalivro - 2000
  • Panado, Juan Carlos - Casa Aviocar C-212 - Reserva Anticipada Ediciones - 2004
  • Rosado, José Paulo - T – Bird – Lockheed T-33 – Força Aérea Portuguesa - Edição do Autor - 1994
  • Tadeu, Viriato, Quando A Marinha Tinha Asas – Anotações para a História da Aviação Naval Portuguesa 1916-1952 - Edições Culturais da Marinha - 1984
  • Tavares, Luiz Armando e Soares, Armando Jorge - Portuguese Fighter Colours 1919 – 1956 – MPMBooks - 2016;
  • Jornais diários diversos, principalmente Diário de Lisboa, Diário Popular, Jornal A Capital, Diário de Notícias, 
  • Revistas:

  • Ilustração Portuguesa, diversos números;
  • Mais Alto, diversos números;
  • Da Armada, diversos números;
  • Air Enthusiast 13 – August/November 1980 – Portugal´s Fighters, 1940-1952;
  • Air Enthusiast 31 – July/November 1986 – Portugal´s Thunderjet;
  • Air Enthusiast 40 – September/December 1989 – Latin Lockheed PV-2S;
  • Air Enthusiast 73 – January/February 1998 – Portuguese Military Aviation;
  • Air Enthusiast 75 – May/June 1998 – Portuguese Serials e High-Winged Workhorses;
  • Air International vol. 20 nº 3 – March 1981 – Survival of the Fittest?;
  • Air Magazine nº 65 Novembre/Décembre 2015 - Les Hurricane Portugais de “Angels one Five”
  • Flight International, 24 maio de 1986 e 16 de maio de 1987 
    Por consulta:
      •  Arquivo Histórico da Força Aérea;
      • Arquivo Histórico do Exército
      • Hemeroteca Municipal - Câmara Municipal de Lisboa
      • Fundação Mário Soares
      • GPIAAF - Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves e de Acidentes Ferroviários
    Digitais:




    terça-feira, 7 de agosto de 2018

    Morane Saulnier MS 233




    Construídos nas Oficinas Gerais de Material Aeronáutico sob licença da Francesa Morane Saulnier, os 16 aviões serviram a Aeronáutica Militar entre 1931 e 1938.


    08 de junho de 1931

    Um MS 233, cai no rio Tejo na zona da Valada, após uma manobra de acrobacia mal sucedida.

    Perdem a vida o Tenente Aviador Manuel Encarnação Abreu e o Sargento Mecânico Manuel Gameiro.





    In Diário de Lisboa


    In Diário de Lisboa

    22 de fevereiro de 1934

    Colidem em voo na Granja do Marquês - Sintra, dois MS 233, morrendo na colisão o Tenente Coronel Aviador António Jacinto da Silva Brito Pais, o Capitão Aviador José Avelino Andrade e o Capitão Aviador António Rodrigues Alves.



    In Diário de Lisboa 


     

    Gipsy Moth - DH-60G



    Foram quatro as unidades construídas pela inglesa De Havilland, que equiparam a Aviação Naval.


    18 de junho de 1937

    Um Gipsy Moth, tripulado pelo 2º Tenente Aviador Isidro Martins da Palma Faria, tem um acidente na descolagem em São Jacinto, Aveiro.

    O infortunado piloto faleceu no Hospital da Marinha no dia 21 de junho.




    In Diário de Lisboa

    Vickers Valparaiso

     Vickers Valparaiso - crédito EMFA Adquiridos à fábrica inglesa Vickers em número de catorze, distribuídos pela versão I (motor Na...

    As + vistas