Arquivo do blogue

segunda-feira, 6 de agosto de 2018

Potez 25 A2


 


 
Construídos em França pela Société des Aéroplanes H. Potez, foi recebido pela Aeronáutica Militar em 1931 um primeiro lote de oito aviões preparados para missões de reconhecimento.

Mais tarde, foram construídos nas Oficinas Gerais de Material Aeronáutico – OGMA, vinte e sete unidades, com ligeiras alterações em relação aos fornecidos inicialmente,  e com o objetivo de serem utilizados em missões de bombardeamento.

A utilização destas aeronaves cessou em 1943.

15 de agosto de 1935
É perdido devido à explosão prematura de uma bomba em Maceda, Espinho, o Potez da Aeronáutica Militar com a matrícula 335.


No acidente perdem a vida o Capitão aviador Jorge Figueiredo e o Alferes João Mateus Cruz.

In Diário de Lisboa



In Diário de Lisboa

24 de abril de 1940
Um Potez com a matrícula da Aeronáutica Militar número 305, é perdido no lugar de Azinhaga, Golegã, devido a choque com a torre da Igreja da Nossa Senhora da Conceição onde se desenrolava o casamento de uma prima do piloto.
Morrem no acidente o Cabo aviador Fernando Gomes e o Soldado José Maria Campos.


3 de janeiro de 1941
Na Chamusca, é perdido um Potez devido a colisão com o solo, certamente motivada pela situação da passageira transportada no avião ter saído do lugar e o piloto ter tentado recolocar a passageira no local.

Perdem a vida o Alferes piloto Carlos Herculano Meireles e a civil Maria Nela Oliveira de Arriaga irmã de Kaúlza de Arriaga.


In Diário de Lisboa
 
 
 


 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Vickers Valparaiso

 Vickers Valparaiso - crédito EMFA Adquiridos à fábrica inglesa Vickers em número de catorze, distribuídos pela versão I (motor Na...

As + vistas