Douglas C-47 Dakota




C 47 com as cores da Aeronáutica Militar
 
27 de janeiro de 1948

Embora se trate de um avião civil, o facto de ser tripulado por ex-oficiais da Aeronáutica Militar e da Marinha, leva-nos a inclui-lo na listagem.

Um Douglas C-47A-50-DL, oriundo dos stocks da USAF onde tinha o número 42-24171, pertencente à frota da TAP - Transportes Aéreos Portugueses, matrícula CS-TDB, despenhou-se na noite do dia 27 num terreno situado próximo do Monte da Caparica.

O avião comandado pelo Capitão Piloto Aviador Benjamim de Almeida, e tripulado ainda pelo 1º Tenente da Aviação Naval Rui de Barros e Brito e o radio telegrafista Luís de Sousa Figueiras, estava a ser utilizado para treino de aterragens noturnas de emergência, quando por motivos desconhecidos terá tido problemas com o funcionamento dos motores. Uma eventual tentativa de aterragem de emergência correu mal, tendo-se o avião partido em vários pedaços com a morte dos três infortunados tripulantes.



Avião sinistrado - Crédito Voa Portugal - portal da aviação portuguesa

C-47 acidentado com a matrícula inicial
12 de abril de 1959
Um avião Douglas C-47A-80-DL, com o número do fabricante 19773, e anterior matrícula da USAF 43-15307 equipado com dois motores Pratt  Whitney R-1830-92, comumente conhecido por Dakota, com a matrícula da Força Aérea Portuguesa 6150, despenhou-se cerca das 04h00 da madrugada no rio Tejo, perto da Parede, após ter descolado do aeroporto da Portela, com destino a Angola.

Envolvido num exercício militar que se destinava a fazer deslocar para Angola um número significativo de aviões militares, o C-47 que se despenhou era o avião utilizado para transportar, para além dos militares envolvidos no acidente, os recursos financeiros destinados a suportar a operação Himba.
No desastre faleceram: Tenente Coronel António Brandão Calhau; Capitão Edgard Rubi Mourão Marques; Tenente Jorge Augusto Amaral Coelho; 2º Sargento Miguel Joaquim Cerveira Pinto; 2º Sargento Joaquim Rodrigues Pereira Rocha; Capitão Orlando Parente Maia Marques; Tenente Eduardo Beires do Vale; 2º Sargento Alberto Lopes; 2º Sargento Cristóvão do Carmo Lourenço; 1º Cabo Albino Carvalho Rodrigues e 1º Cabo Belarmino Garcia Pinto.
 
10 de novembro de 1961
Devido a erro humano -voo a baixa altitude com elevada temperatura ambiente (cerca de 40º) turbulência e turbulência caraterística da hora e área em questão.....voltas efetuadas a baixa altitude e exagerado pranchamento (AHFA, Processo de Segurança de Voo - relatório do acidente)-, despenhou-se no Chitado em Angola o C-47A-50-DL com a matrícula FAP 6154, provocando a morte de todos os seus ocupantes:
General Carlos Miguel Silva Freire; Brigadeiro Aviador José da Silva Correia; Ten. Coronel João de Oliveira Marques; Ten. Coronel João Horta Galvão Ferreira; Ten. Coronel José Eugénio Borges; Ten. Coronel Luís Jorge Tedeschi Seabra; Major Carlos Mota de Oliveira; Major Jesofete Monteiro de Figueiredo; Capitão António André Pombo e Costa; Capitão Piloto Francisco Fernandes de Carvalho; Tenente Piloto José Manuel Boavida Chagas; Alferes Piloto Arnaldo Luzia da Silva; 1º Sarg. Domingos de Oliveira Neiva; 2º Sarg. António Rodrigues; 1º Cabo Manuel Freire Martins e os civis João Manuel de Oliveira Marques; Frederico Vilhena Luís Serrano e o fotógrafo Maia.
 
 
11 de março de 1968
Em Mueda - Moçambique, despenha-se o C-47A-20-DK, com a matrícula FAP 6167, tendo falecido, o 2º Sarg. MMA António Rosado Morgado e o 1º Cabo MMA Fernando Carvalho Castro.
 
Fonte: AHFA; Jornais da época; Sites e blogues diversos    
 




Comentários

  1. O Ten Cor Jorge de Freitas Ferreira de Gouveia, está vivo, reformado vive na Madeira

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

LTV Aerospace Corp. A-7P Corsair II

Alouette III

Casa C-212 Aviocar